Fone/Fax: (11) 4796-5905 | (11) 4726-1203
E-mail: contato@nrcengenharia.com

área de clientes

esqueceu a senha?

Multa só em último caso, diz diretor do Semae sobre consumo de água

Autarquia determinou redução de 30% no consumo em Mogi das Cruzes. Em reunião em SP, proposta de multa chegou a ser apresentada.

O diretor do Serviço Municipal de Águas e Esgoto (Semae) em Mogi das Cruzes, Marcus Melo disse nesta quarta-feira (28) que a aplicação de multas aos mogianos que não conseguirem reduzir o consumo de água em 30%, conforme a autarquia determinou, só será colocada em prática em último caso. "Nossa prioridade é reduzir o consumo e, só em último caso, estudaremos a aplicação de penalidades aos cidadãos", disse.

Em Mogi, o Semae pede para que os moradores reduzam em 30% o consumo de água em relação ao mesmo período de 2014. "Vamos atender os pedidos de casos que são tratados como excessões. Vamos verificar, por exemplo, o caso de um filho a mais na família. Mas o Semae pede, nesse momento, é que economize água", explica.

Nesta terça, perfeitos da região metropolitana de São Paulo participaram de um encontro com o chefe do Poder Executivo de São Paulo, Fernando Haddad. Durante o encontro, Melo disse que chegou a ser apresentado aos municípios uma proposta de penalidade às pessoas que não fizer economia de água. "É uma proposta de lei que para penalizar as pessoas que estejam usando água tratada para lavar calçadas", diz.

Além disso, o encontro definiu um conjunto de propostas para o combate à crise hídrica: criação de um Plano de Contingência; aumento da comunicação com a população; formação de um Comitê de Crise e estudos sobre a implantação de multas aos cidadãos que desperdiçarem água em atos como lavagem de carros, calçadas ou quintais.

Outra recomendação debatida pelos prefeitos e apresentada na reunião desta quarta-feira foi a criação de um Comitê de Crise, formado pelos prefeitos da Região Metropolitana, pelos consórcios de municípios, além de representantes do Governo do Estado e da Sabesp. O quarto item discutido pelos prefeitos foi a possibilidade de aplicação de multas e penalidades aos cidadãos que utilizarem água tratada para ações como lavagem de calçadas, passeios públicos e carros – inclusive com a apresentação de um esboço de projeto de lei.

ASSISTA A REPORTAGEM AQUI

Fonte: g1.globo.com

Endereço:
R.Julio Perotti, 65 | Socorro
Mogi das Cruzes-SP | CEP:08780-810

Copyright® 2017 - NRC Engenharia

Desenvolvido por:

Web e Ponto - Soluções Digitais